Essas mães… coitadas.

Eu sigo um blog desde que engravidei que acho genial – o Mamatraca. Lá, as colaboradoras, escrevem com liberdade e “re-blogam” coisas úteis. Acho que serve quase como um serviço público. Muito bacana o espaço. Hoje estava fuçando no facebook delas e vi um post que vale a pena ser lido e me deu o que pensar.

Realmente, você já parou pra reparar que existem pouquíssimas mães boas nos desenhos animados? Agora, puxando pela memória, lembrei Ariel filha de Tritão com alguma peixa da vida. Jasmine, filha do Sultão fulano de tal e alguma fulana de tal da vida que “provavelmente” morreu. Acho que pensando de maneira geral, única princesa que me lembro ter mãe – e uma mãe com nome, rosto e dignidade – é a Fiona. Que embora tenha sido uma (U)ótima mãe, achou que seria uma ideia fucking-amazing trancar a própria filha numa masmorra para um dia algum príncipe de whatever-place encontrá-la e salvá-la do dragão do mal….

Gente, na boa, em que planeta uma mãe em perfeito estado mental trancaria a própria filha numa masmorra?????

Daí que agora lembrei que quando eu era criança eu tinha um disco com cantigas de roda que eu amava (BTW já tenho a versão anos 2000 pra minha filha escutar) e a música que eu gostava mais e não consigo esquecer é a Estória da Figueira, narrada pela Elba Ramalho, I-N-C-R-Í-V-E-L! e nela também a mãe morre, a criança fica órfã, acaba sendo criada pelo pai que é um mega herói.

Aí eu te falo, caro colega, meu marido não troca nem a fralda da minha filha! Não estou reclamando dele de maneira alguma nem reclamando de trocar fraldas nem do trabalho que dá ser mãe… estou só dizendo que quase todos os pais que eu conheço tem um único dever perante seus filhos: brincar.

Você já percebeu o que as escolas fazem de lembrancinha para as mães? Eu lembro das coisas incríveis que eu dei pra minha – panos de prato, tábuas de carne desenhadas, porta canetas de palito de sorvete… vergonhoso! Agora para os pais, “ah! ai sim, hein!?” Todos os tipos de coisas úteis – agendas, camisetas, porta canetas de macarrão… o.O

Minha mãe é alguém incomparável – trabalha, cuida de mim, das minhas irmãs, aos sábados da nenê, limpa a casa, há 35 anos cuida do meu pai, faz comida pra todo mundo, quando sai pra comprar um par de meias pra si, compra pra todo mundo e esquece a dela… na boa, me responde, porque só existe uma mãe super-heroína (que eu me lembre)???

Devíamos sempre ser as super-heroínas. A minha mãe é a minha. 🙂

Um comentário sobre “Essas mães… coitadas.

  1. O machismo esta embutido em tudo, né? …mas , quem perpetua esses comportamentos?
    Também acho que minha mae é uma heroina. Mas, tem algumas maes que, por varios motivos que somente elas podem contar, nao agem como as nossas heroinas – aquelas que trabalham, lavam, passam, cozinham e se desdobram pra cuidar da familia – e por isso sao muito criticadas. E as criticas nao vem so dos homens – mas , principalmente de outras mulheres.
    E assim, aos pais continuamos achando normal eles terem so o papel de brincar com os filhos, e mesmo assim, quando eles acham que lhes convem e nao atrapalhe os seus compromissos…. e ate nas musicas, temos “Pai Heroi” – mas p/ as maes : ” o avental todo sujo de ovo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s