Vamos permitir que crianças sejam crianças?

 

A infância está cada vez mais curta e a culpa é nossa, os pais, que antecipamos várias situações na vida dos pequenos.

O que fiz mês passado me inclui nessa crítica, pois levei meus filhos na festinha de 1 ano da Disco Baby aqui em São Paulo.  É um evento que se coloca como evento infantil no qual conhecidos DJ´s como Mau Mau , Marky Mark, Renato Cohen e Rica Amaral já tocaram. O site do evento é esse aqui. 

Assim que cogitei levar os meninos, meu marido torceu o nariz e disse que seria furada. Mas além de curiosa, sou teimosa, então lá fomos nós.

O site do evento garante que a altura do som é controlada o tempo todo e obedece  aos  níveis de decibéis recomendados pela OMS (Organização Mundial de Saúde). Ainda assim, eu tinha que falar em tom bastante alto ou falar bem perto para que meu marido pudesse me ouvir.  Não gostei, acho desnecessário expor crianças àquilo.

Além disso, o ambiente é bastante escuro, com cara de balada para adulto mesmo.  O site diz que o local conta com ampla área verde que na verdade se trata de um restaurante ao ar livre, com várias árvores.  Eu não sou de São Paulo e não conhecia o restaurante  Chácara Santa Cecília, anexo ao local do evento,  então fui esperando encontrar realmente uma ampla área verde, com gramado para as crianças correrem.  Mas não é exatamente isso. 

Em resumo, para mim, a Disco Baby é uma  balada para os pais, em horário de matinée, para que possam levar os filhos.  Na festinha que fomos teve show do Palhaço TchucoTchuco, muito bom por sinal, e a única parte da coisa toda que realmente tinha cara de evento para criança.  Não por acaso, foi o que meu filho de 6 anos mais gostou.  Meu caçula, de 1 ano e meio, ficou encantado com as luzes e, à maneira dele, dançou.  Mas de verdade, ele não precisava estar ali com apenas um ano e meio. E ele não era o mais jovem participante do evento, pois havia bebês de colo.  Como já falei, na minha opinião, realmente desnecessário.

Assim como a Disco Baby, há várias situações que considero dispensáveis pois parecem roubar a infância,  como meninas de 5 anos usando esmalte e até biquíni com bojo!, entre tantas outras.

A infância tem fim, a vida adulta é para sempre, para que antecipar o fim da primeira?  Vamos permitir que crianças sejam crianças.

Imagem

 

Crianças dançando “Gangman Style” na Disco Baby de 24 de agosto no Clube OffSet, Pinheiros – São Paulo.

Foto: arquivo pessoal 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s