O manifesto da amamentação

Faz um mês que parei de amamentar. Parece mentira quando falam, mas realmente meu bebê, prestes a completar 1 ano, não quis mais. Ele já come todo tipo de comida e mesmo quando mamava no peito continuava com fome.

Me arrependo de ter parado? Sim. Penso que devia ter tentado mais. Pode ser uma infeliz coincidência, mas desde que parei ele começou numa bateria de viroses, nada sérias, porém chatinhas. Tentei voltar, mas ele não aceitou. Antes de chegar ao ponto que quero nesse post, uma breve história sobre a minha vida de lactante.

Eu morria de medo de amamentar, mesmo antes de engravidar. Achava que teria uma aflição desgraçada, que não conseguiria, que ia doer demais (talvez pelos relatos tão assutadores que vemos por aí). Era uma daquelas que dizia: “Vou amamentar por 6 meses no máximo e olhe lá!” do tipo, “mulhéeeerrrr mudérrna”.

Gente, posso dizer que amamentar foi uma das coisas que mais amei fazer na vida. Sim, sofri um pouco na primeira semana, mas não tive grandes problemas como bico rachado ou invertido, falta de leite e etc. Talvez por sorte, talvezporque tentei preparar o bico passando a toalha antes do banho durante a gravidez (não acho que resolva mas pelo menos você “quebra o gelo” do contato), talvez porque não tenha me entupido de pomadas com lanolina. Acho que o bico precisa “calejar” e a lanolina só atrapalha.

Adorava aquele contato próximo com meu bebê, adorava emagrecer facilmente mesmo comendo 1 bolo por dia (hahaha), adorava sair sem me preocupar com comida. Sinto saudades de amamentar.

O ponto que quero chegar é: muita gente reclama das “ativistas da amamentação”. Vou te dizer que acho que precisamos delas, porque o “time do contra” é grande demais, e se você não tem uma dose de radicalismo, acaba cedendo.

Muitas mulheres tem o empecilho do retorno ao mercado de trabalho (fica mais difícil produzir o leite sem o bebê ali, mamando), tem pediatras que indicam que é melhor parar antes de 1 ano porque depois complica e tem muitas opiniões do tipo “Depois ele vai arrancar sua blusa no meio de todo mundo”. Te falar, se eu pudesse, andava logo sem blusa por aí, tudo para proteger meu filho. Vê se pode coisa mais idiota? Você não mostrar sutiã por aí é mais importante que a saúde do seu filho.

Quando chegou nos 6, 7, 8, 9 meses e ele ainda mamando, as pessoas falavam “Mas nossa, ele AINDA mama?”. E eu “Gente, e tem meses…”

E amamentar em público? Antes de ter filho eu era daquelas que dizia “Que desnecessário, pelo menos cobre o bebê”. Não é bem assim que funciona gente. Eu tinha uma dó de cobrir meu filho no calor, e ele não ficava quieto. No fim, acabada que eu cobria o bebê e deixava o peito de fora. Solucão: já amamentei mais de 1 vez em BANHEIROS de restaurantes. Se o “certo” é peito de fora, paninho ou não amamentar em público? FODA-SE, esse assunto não devia ter tanta atenção assim. Entende? Uma mãe amamentando seu filho não devia chocar tanto. Pessoas deviam debater mais sobre homens que mijam normalmente em qualquer lugar público.

Ou seja, como muitas coisas absurdas estão se tornando banais nesse mundo, a amamentação parece estar indo pelo mesmo caminho. Não amamentar, assim como a cesárea (assunto para outro post), está se tornando normal e aceitável. E não é.

Para quem quiser mais informações sobre os benefícios da amamentação, além dos que já conhecemos, clique aqui. E eu já havia lido sobre o assunto e queria compartilhar. Aqui o artigo do estudo que diz que crianças que são amamentadas são mais inteligentes. E o grupo Amigas do Peito, orienta bem sobre o assunto.

Pronto. “Mulhéressss mudérrrrnaaaas”, me bombardeiem!

😉

20140508-001637.jpg

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s